destaque



"Eu peço justiça,peço punição
Punição exemplar,justiça enfim
Não,não,não
Justiça sim,impunidade não
Punição exemplar a todos os culpados
Sem nenhuma exceção
Aos poderosos,abastados,ou ao mais nobre barão
Famigerados doutores,ricos ou bacanas
Sendo culpados,estejam todos em cana
Parlamentares pilantras,políticos interesseiros
Deputados descarados,banqueiros trapaceiros
Vereadores,prefeitos,governadores e empreiteiros
Corruptos,corruptores e seus fiéis escudeiros
Magistrados safados,empresários salafrários
Traidores da pátria,fazendo o povo de otário
Punição exemplar
Aos bandidos escondidos
Na imunidade parlamentar
Fazendo falcatruas,as escuras fazendo fortuna
Com o seu voto que colhem na urna
E saem às ruas como se nada houvesse
Ninguém lhes importuna
Mesmo quando enriquecem
Às custas de favores escusos do clientelismo
Do uso e abuso do fisiologismo
E das benesses do cobiçado poder
Eu digo não,não pode ser
Quanto descaso,quanta omissão
Quem pode se safa
O pobre é quem paga
Eu peço punição,punição exemplar
Não,não,não
Justiça já,impunidade não"

Deixe seu comentário

 
 
Pedidos Histórico