destaque


O som é reggae, o DJ só toca vinil e a estrutura de som é de várias caixas de som empilhadas. Criada em Kingston, na Jamaica, a sound system nasceu democrática, no meio da rua, para alcançar o maior número de pessoas independentemente da classe social. Democrática, sim, mas comumente gerida e realizada por homens. Neste ano, quatro amigas de São Paulo se juntaram para mudar essa história. Criaram a festa Feminine Hi-Fi, que já teve duas edições, e querem ter seu próprio sistema de som.

Publicitária e DJ, Daniella Pimenta teve, no início deste ano, a ideia de fazer uma festinha em homenagem ao Dia das Mulheres com amigas que há muitos anos atuam na cena reggae paulistana: as também seletoras Renata Aguiar e Andrea Soriano e a cantora Laylah Arruda. "Mas a Renata achou que a gente tinha que fazer logo uma festa de sound system só de minas e chamar um monte delas para fortalecer, já que o espaço para nós nessa cena é restrito", contou Dani ao UOL.

Deixe seu comentário

 
 
Pedidos Histórico