destaque



Uma Kombi, 3 amigos, muita música e um chapéu para passar, rodando o litoral do País. O projeto é do trio "Os Douglas", banda composta por 2 músicos e um “linha de frente”, responsável por apresentar, arrumar o cenário e pedir as contribuições que vão garantir a renda para seguir a aventura.
 
Nas malas, além de muito equipamento de som e bom humor, eles levam roupas e apenas R$ 500,00 no bolso, para alguma emergência. A ideia era antiga e na virada de ano ganhou forma depois que o músico Douglas Rodrigues, de 30 anos, conhecido como Doguinha, e o amigo e infância Helton Queiroz, de 36 anos, Heltin, resolveram comprar a Kombi em sociedade.
 
Douglas Almeida, de 22 anos, o Bob, também embarcou nos planos de passar por algumas praias do Brasil, chegar, montar os equipamentos de som, tocar e no final, no melhor estilo de arte de rua, passar o chapéu. Ele é sócio em uma oficina mecânica, o que ajudou bastante na largada para o projeto.

Os 3 saíram de Campo Grande no dia 30 de dezembro para passar o Réveillon em Lins, interior de São Paulo. Agora, estão a caminho de Florianópolis (SC).

Para a viagem os meninos prepararam a Kombi, tanto a parte mecânica como elétrica, para aguentar o tranco da estrada e dos shows. Na estreia, em Lins, o veículo não decepcionou. “Ocorreu tudo como o esperado até agora, tanto na parte mecânica como na elétrica, estamos contentes”, comenta Doguinha.

Até existe um roteiro que prevê Praia Brava, Praia Mole, Praia da Joaquina e Barra da Lagoa, pontos mais movimentados de Floripa. Mas pode ser que no caminho apareçam outras oportunidades e eles estão abertos ao que a estrada oferecer.

Por onde passam, ficam em lugares de hospedagem solidária, casas de “amigos” que sedem um colchão, um sofá ou até mesmo uma rede para viajantes. Mas se tiver algum imprevisto, a Kombi já está adaptada para servir de cama também.

Amizade - Helton é o único que não tem a músico como ofício. Os 2 Douglas tocam há mais de 10 anos, começaram cedo. Douguinha aprendeu aos 12 anos, Bob aos 10 e nunca mais desistiram do sonho de viver de música.

Antes de partir, os meninos fizeram um teste em Campo Grande, na praça do Bairro Maria Aparecida Pedrossian, onde eles moram. A familia, vizinhos e amigos foram prestigiar e se despedir.

No repertório, o grupo tem reggae, samba rock, rock nacional, internacional, além de canções autorais. Atualmente, O Rappa e Charlie Brown Jr são algumas das bandas que ganham versões covers nas vozes dos campo-grandenses.

A volta para casa está prevista lá para o final de fevereiro, nada de dia marcado. “Vamos voltar em fevereiro, essa é a ideia. A não ser que algo faça com que fiquemos mais”, comenta Doguinha.

No mês que vem, a gente descobre as histórias que essa jornada rendeu. Até lá, nos resta desejar boa viagem para Os Douglas. Fonte: www.campograndenews.com.br

Deixe seu comentário

 
 
Pedidos Histórico