destaque


Direto da Várzea do Recife

Com 11 anos de música reggae, N’Zambi lança disco ‘PRA VERDADE ESTREMECER!’

Segundo álbum da banda conta com produção de Buguinha Dub e traz mensagens de forte cunho social

Um dos principais nomes da cena reggae de Pernambuco e com 11 anos de estrada, a banda N’Zambi lança em 2014 seu segundo disco de trabalho, o PRA VERDADE ESTREMECER!, de forma completamente independente. O álbum foi gravado no Fábrica Estúdios, masterizado e mixado no Studio Mundo Novo e teve a produção do ícone Buguinha Dub. O disco encontra-se à venda em vários pontos (inclusive na internet) e está disponível para audição na página no Palco MP3 da banda e também no Youtube.

Para este segundo CD, a N’zambi traz conceitualmente um som ligado à pressão dos graves na música reggae, que numa pista de dança estremece o corpo assim como as letras estremecem a mente do ouvinte. O disco conta com 13 músicas, entre elas 11 inéditas, uma regravação com a voz da cantora pernambucana Isaar França e outra regravação de uma música do rapper Tiger (Dale Lôko). Também participam do álbum os cantores Samuel Negão (Faces do Subúrbio) e Maria Clara Ferreira. As artes do encarte são do ilustrador Saulo Guerra e a direção de Arte é de Marcelo Mutreta.

Conceito do PRA VERDADE ESTREMECER!

As letras do novo CD questionam o que a sociedade aceita hoje como verdades absolutas, ao mesmo tempo em que valores culturais fortes são deixados de lado. Apesar de ser um disco com muita crítica social, PRA VERDADE ESTREMECER! traz mensagens em defesa das tradições afro-brasileiras, bem como o respeito às diferenças culturais e sociais e a celebração da vida e do amor. A banda já apresentou em 2014 as músicas do novo disco durante shows em Olinda, Garanhuns, João Pessoa, Natal, São Miguel do Gostoso, Barra de Tabatinga e no Recife.

O álbum levou quase dois anos para ser totalmente produzido, tudo com custo independente, com toda a verba tirada do próprio bolso da banda e sem incentivos de editais ou patrocinadores. Durante o processo de montagem do disco a banda convidou para a produção a figura de Buguinha Dub, que já trabalhou com bandas como Nação Zumbi, Mundo Livre S/A, Cordel do Fogo Encantado, Racionais MC’s, Natiruts, Planta e Raiz e Academia da Berlinda, entre outras.

PRA VERDADE ESTREMECER! encontra-se à venda na Livraria Cultura do Paço Alfândega (que também pode ser adquirido online), Tabacaria Polígono (Em frente a Colégio de Aplicação da UFPE), Oficina da Música de Olinda (Cidade Alta), Barraca da Arte (Praça da Várzea), Tabacaria Boa Vista (Edf. Pirapama, Cde. da Boa Vista), Dudu do Corte (Praça da Várzea), Mercadinho Ambolê (Praça da Várzea) e através da própria banda. O disco custa R$ 20, exceto na Livraria Cultura, onde está sendo vendido por R$ 24,90.

Novidades sobre a turnê de apresentação do novo CD, além de outras informações da banda, podem ser encontradas nas redes sociais da banda, seja pelo Twitter, pelo Facebook ou pelo Youtube.

Videoclipe do PRA VERDADE ESTREMECER!

A N’Zambi se prepara para lançar no segundo inicio do próximo semestre o primeiro videoclipe do novo disco, com a música que leva o mesmo nome do álbum. O clipe foi gravado na Várzea, com direção de Gabriel Muniz, realização da Bamako Produção e parceria da CCJ Recife. As imagens foram captadas em diversas locações do bairro da Várzea, retratando a banda e o protagonista Antônio "Rasta" em situações que deixam claro a viabilidade de deslocamento fluvial, em pleno Rio Capibaribe, e o contraste urbano em meio ao trânsito da cidade. A ideia é seguir o conceito do disco PRA VERDADE ESTREMECER!, que propõe o estremecimento das verdades absolutas e é um convite para celebrar a vida respeitando as diferenças.

História da N’Zambi e outros trabalhos

N’zambi significa Deus em kimbundu, dialeto dos povos Bantus de Congo-Angola. Formada por Diego Ilarráz (baixo e voz), George Souza (vocal e guitarra), Gustavo Souto Maior/Seu Bola (guitarra, teclados), Mauro Delê (percussão e voz), Paulo Ricardo/Baba (bateria e voz), e com um trio de metais composto por Deco do Trombone, Marcinho Racional (Trompete), e Marquinhos Ralph (Sax), a N’Zambi nasceu em 2003 no Recife, na beira do Rio Capibaribe, especificamente no bairro da Várzea, ambiente fértil para a cultura popular e resistência social.

De lá pra cá a banda tem se destacado na cena nacional com um reggae com identidade, bebendo dos diversos gêneros musicais de matriz africana, e referências no blues, frevo, jazz, ska, ragga, dub e rap.

O primeiro álbum KAYA, MAS SE ORIENTE! foi o responsável em popularizar o trabalho da banda, lançando hits e tornando a banda uma das mais conhecidas do cenário reggae. Este álbum foi gravado, masterizado e mixado no Fábrica Estúdios e contou com a produção musical de André Sampaio (guitarrista do Ponto de Equilíbrio). Com 12 faixas, também foi considerado o melhor cd de reggae de 2010 pela crítica especializada da Associação de Compositores e Intérpretes de PE - ACINPE.


Facebook da banda: https://www.facebook.com/NzambiBanÚ
Youtube da banda: https://www.youtube.com/channel/UCFMM2RRtQiW_JaYxoPkpdwQ
Twitter da banda: https://twitter.com/bandanzambi

Deixe seu comentário

 
 
Pedidos Histórico