destaque


Eles formavam um grupo fissurado pelas batidas do dancehall e do raggamuffin. Com instrumentos musicais na mão, os amigos quiseram resgatar esses ritmos de um modo mais abrasileirado, até que, em 1991, um produtor musical os chamou para se apresentarem em uma badalada casa da capital paulista. Sem muito equipamento, pegaram um ônibus na rodoviária de Belo Horizonte, sua cidade natal, e desembarcaram em São Paulo para tocar para um público de 37 pessoas. Entre versões descontruídas da MPB e canções próprias, fizeram o primeiro show, que marcaria a longa carreira da banda. Essa é a história de Skank 91, álbum recém-lançado que resgata o primeiro capítulo da história do quarteto mineiro, formado por Samuel 

Rosa, Henrique Portugal, Lelo Zaneti e Haroldo Ferretti.
Além de trechos da apresentação, o disco traz dez canções que foram gravadas na época, em um estúdio na casa dos pais de Haroldo - sete delas entrariam no registro de estreia da banda, Skank, de 1992. Sem tratamento de mixagem, Skank 91 passou pelo especialista em masterização Chris Gehringer, que se manteve fiel às versões originais. "Trata-se de um 'disco pirata oficial', de um Skank inacabado, uma banda que estava no esboço ainda, no rascunho. Não tínhamos produtor e nem gravadora na época, era tudo laboratório, experimentações", comentou Samuel em entrevista ao Terra.

O vocalista ainda falou sobre o cenário atual da música brasileira, ao apontar que o rock deixou de atingir a grande massa. Segundo ele, os produtores passaram a investir em targets, fazendo rock "como se faz campanha publicitária", com uma grande fatia de músicos destinados ao público adolescente: "querem conversar com o público de 14 a 17 anos, por exemplo. Aí vêm essas bandas 'infantilóides', quase um Menudos do terceiro milênio. Os caras que produzem essas bandas pensam de um jeito que as torna meio 'debilóides', como se música pra criança tem que ser Xuxa. Não necessariamente. É legal deixar a criança escutar Xuxa, mas apresenta outras coisas também. Eles (produtores) meio que menosprezam a capacidade deles (jovens)".

Entrevista completa você ler no site - musica.terra.com.br

Deixe seu comentário

 
 
Pedidos Histórico