destaque


Nunca imaginei o quanto a aparência é valorizada pelas pessoas, olhares de cima a baixo que inevitavelmente são percebidos pela quantidade de preconceito que eles possuem em seus corações.

Uma opinião sem conceito de pessoas levianas que sem nem um pouco de sensibilidade não percebe a real essência de uma renuncia aos ditames mundanos.

Religiosos dogmatizados, granfinos servos do dinheiro, prostitutas disfarçadas procurando um bom partido e os piores que deixam suas necessidades básicas de lado para aparentar ter o que não tem e ser o que não é, enfim, pessoas sem nenhuma cultura movidas pela maré que lhe mais lhe agrada.

Meus Dreads afastou muita gente que se dizia sofisticada, continua afastando e trazendo reflexões das mais belas e vivências ímpares que agradeço estar vivendo para poder perceber o quanto devemos saber quem é de verdade e quem ainda vive em uma ilusão.

Fácil, não digo que seja, mas é muito satisfatório chocar o olhar de um preconceituoso, mais belo ainda é poder intensificar esse choque de realidade com palavras profundas que como uma semente plantada em solo infértil floresce em forma de aprendizado, na maioria das vezes pelo sofrimento pois o Amor é artigo raro em certas pessoas.

Não sei descrever a sensação que é conhecer pessoas puras, de alma leve e coração aberto, que sem nenhum véu acolhe, abraça, confraterniza e ama, pois essas sentimos e elas são pessoas maravilhosamente indescritíveis.

Todo tipo de pessoa que cruza nossa senda é um privilégio conhecer, pois ela traz um aprendizado que deve ser vivido para que possamos crescer.

O melhor de tudo isso deve-se ao fato de que indiferente da aparência iremos interagir com muitas pessoas no mundo durante nossa vida, mas o peso dos meus dreads apenas deixa permanecer as REAIS, ou seja, uma benção!!! JAH WORK!!! Texto: Fábio Santa Rosa

Deixe seu comentário

 
 
Pedidos Histórico