destaque


Todos nos apaixonados pelo Reggae iremos concordar com essa frase logo de cara, mas se eu te falar que este é o título da música da Wanessa Camargo...???

Pelas minhas garimpagens na madrugada em busca do melhor conteúdo... eis que me deparo com a música "O que vem do Reggae é Bom" interpretada pela filha de um cantor Sertanejo. Torturei-me por vocês e assiste 3 vezes o vídeos da música... querendo desacreditar no que estava vendo: uma imitação tosca do estilo da Shakira com direto a bailarinos e coreografias... Oh Jah, isso não vem do Reggae, isso não pode ser bom!!!

O que seus produtores tentaram fazer foi criar um 'novo sucesso' pegando uma fórmula  parecido com a do POP americano que juntou a Katy Perry com o Rapper Snoop Dogg e criaram a música docilmente açucarada na cor rosa, com uma pitada de nudez e gostosura.

Mas à Brasileira foi um pouco diferente, que colocou no mesmo palco a mulher que o Rafinha Bastos queria comer, a qual fez dueto com o Rick Dub (que não tenho a menor ideia de quem seja) cantando uma variação do Reggae chamado: Reggaton. Acredita que poderia ainda assim sair algo de bom? (a rima foi para você entender 'a profundidade' da letra) Veja só:

Sei que o samba é o som
Mas eu vou no meu tom
O que vem do reggae é bom
Vai no tom reggaetom
(...)

Sim meu povo, o que vem do Reggae é bom, é muito bom... mas a senhorita Wanessa Camargo e CIA - NUNCA SERÃO, JAMAIS SERÃO, do cenário Reggae.

Deixe seu comentário

 
 
Pedidos Histórico