destaque


Saudações pra geral,

Os dias andam corridos, mas aproveitando esse clima de semana dos namorados, queria falar um pouquinho sobre o que penso do 'amor' e dos relacionamentos amorosos, afinal o Chefe fala tanto da minha vida amorosa .

Eu observo muito às coisas, ainda mais quando são relacionadas ao tal amor, até mesmo por ter uma certa resistência à ele, e ninguém nunca entende o porque dessa resistência.

Veja bem, eu acredito no amor, e acredito que as pessoas possam se amar, mas esse amor 'macarrão instantâneo' que me deixa confusa. Hoje em dia fala-se 'Eu te amo' muito rápido, o amor não tá sendo mais questão de conquista, mas às pessoas tão implorando por amor e jogando as palavras ao vento, sem nem terem certeza se realmente sentem amor.

Muitos na verdade sentem uma paixão forte, e confundem isso com amor. O amor  filéo  (fraternal) é importante sim, e devemos sentir por aqueles que nos rodeiam, mas eu tô falando daquele amor eros (erótico), é aquele de homem por mulher e vice e versa. Esse amor eu acredito que devia ser algo precioso a ser conquistado e não jogado ao vento.

Hoje em dia se diz 'Eu te amo!' com  3 minutos de conversa, ai chega a próxima pessoa, eu  não penso duas vezes para trocar de 'Amor Eterno'. Diante de tanta volubilidade, os relacionamentos já começam desgastados e doentes. Por isso tenho resistência sim, à relacionamentos amoroso e ao que chamam hoje em dia de 'amor'. Eu gosto de chamar esse 'amor moderno' de  'AMOR PERECÍVEL', porque ele começa rápido, mas termina mais rápido ainda. E esse 'AMOR PERECÍVEL' é ruim mesmo vindo de um amigo distante.

Então por favor meus queridooossss, vamos tratar o amor com mais respeito e dar mais valor ao que ele realmente é, vamos parar de declarar amor eterno à cada rostinho e corpinho bonito que aparece.

Se vc tem necessidade de amar alguém, já dizia o poeta: 'ENGOLE TEU CORAÇÃO E SE AMA POR DENTRO!'

Deixe seu comentário

 
 
Pedidos Histórico