destaque


A música popular em Porto Rico predominante é umas das variações do reggae é chamada de reggaeton ou new reggae. Este estilo musical varia do reggae jamaicano, mas com influências do hip hop americano. Um dos grupos de reggaeton mais populares do momento é o Setor Sabana Abajo. Seu álbum mais recente está causando polêmica com os cristãos porto-riquenhos.
A capa do disco “La isla del Espanto” é cheia de símbolos de crítica social. O sapo “coqui” é típico de Porto Rico. Mas para os praticantes de bruxaria é usado nos feitiços como um símbolo de Satanás, considerado uma praga. O cordeiro é um elemento central do brasão de armas do país. Porém, um cordeiro com aureola é visto há séculos como a representação de Jesus, o “cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”.
Os pastores evangélicos de Porto Rico vieram a público recentemente criticando a gravadora e as lojas que vendem “La isla del Espanto”. A figura de um sapo engolindo um cordeiro foi chamada por eles de “blasfema” e “satânica”.
Os músicos do Setor Sabana Abajo afirmam que o desenho na verdade mostra o sapo como o povo e o cordeiro são as famílias de classe alta e os políticos que controlam o país. Alegam que é uma metáfora de uma revolução popular desejada.
As lideranças cristãs, contudo, estão pedindo que os pais proíbam seus filhos de comprar o novo álbum do grupo e de ouvir as músicas. Nas redes sociais o assunto vem sendo debatido e, enquanto alguns concordam que há uma provocação à fé cristã, outros acusam os evangélicos porto-riquenhos de querer estabelecer uma censura indevida.
Fonte: noticias.gospelprime.com.br

Deixe seu comentário

 
 
Pedidos Histórico