destaque


Saudações nação... 

Há um tempo atrás em uma conversa com o Badtom discutimos um assunto que quero compartilhar com você. O assunto é o fato do RESTART ter gravado uma música no ritmo do reggae, e a galera estar curtindo essa música como se fosse uma ‘pedra rara’ no meio da música! 

Hoje em dia a questão musical do reggae tá muito confusa e muito banalizada, qualquer pessoa de qualquer vertente, grava uma música com a 'batida' do reggae e todo mundo acha que isso é reggae. Veja bem, não é porque o Restart gravou uma música dizendo que é reggae, que eu vou sair por ai divulgando os caras como se eles fossem regueiros, (e como se eles fossem bons). O reggae tem uma musicalidade envolvente e isso é atraente para músicos, principalmente o ritmo estando em alta hoje em dia, a cada 100 pessoas 95, no mínimo, gostam de ‘reggae’ mas esse ‘reggae’ sem vergonha que estão espalhando por ai, e a grande parcela dessas pessoas nem sabe a história que tem por trás da música ‘reggae’ e suas vertentes. E, não quero ser ‘pré-conceituosa’, mas pelo meu convívio diário, vejo que essas pessoas ai ‘citadas’ são em sua maioria, playboys e patricinhas que acham bacana escutar reggae, postar 420 e fumar ‘unzinho’, sem nem saber o que tem por trás de tudo isso. 

Os meninos do RESTART, acredito eu, que estejam confusos dentro do próprio estilo que fazem, se é que eles tem algum estilo. Mas foram audaciosos gravando a música ‘Menina Estranha’, mas eles deveriam permanecer fazendo somente aquilo que eles já estão acostumados a fazer, que por sinal, fazem muito mais ou menos. (opinião minha) 
A verdadeira música ‘reggae’ tem essência, tem história, tem raiz, não saia por ai consumindo aquilo que é comercial, de moda e superficial como se fosse algo profundo. Vamos respeitar a cultura, regueira, vamos respeitar os grandes nomes do reggae!  

 Texto: Ana Paula Chuva

Deixe seu comentário

 
 
Pedidos Histórico